Lica Vincenzi bate papo com Silvia Furmanovich

Slide1123456

Silvia Furmanovich é uma das designers de joias mais admiradas e respeitadas no Brasil e no Mundo.
Com um estilo próprio e marcante, as joias de Silvia Furmanovich são objeto de desejo para mulheres com estilo, personalidade e que entendem do assunto.
A designer, com loja no shopping Cidade Jardim em São Paulo, nos conta um pouco sobre sua vida na joalheria e nos dá dicas de como usar peças em cada ocasião.

Lica: Nos conte um pouco como a joalheria entrou na sua vida e como tudo começou.
Silvia: O meu contato com as joais começou com o meu pai que era joalheiro e ourives que tinha um atelier em sua própria casa. Desde esta época já observava ele trabalhar com o maior interesse e fascínio pelas peças q ele criava e fazia com suas próprias mãos . Mais tarde , na decada de 90 fiz a Jaded uma empresa que produzia artesanalmente brincos , pulseiras, aneis e botões feitos a mão usando pedras brasileiras . Foi em 2000 que iniciei um curso de joias , fui para a bancada e ai nao parei mais .
Lica: Você tem um estilo muito próprio e marcante em suas joias, de onde vêm tanta inspiração?
Silvia: Minha inspiração vem da pura observção da natureza , flores, pássaros , paisagens, assim como a garimpagem de objetos que contenham uma historia . Por isso em minhas viagens sempre procuro estas referências para minhas inspirações.

Lica: Vi em sua última coleção uma combinação perfeita de tiras de bambu, metais e gemas preciosas. O resultado, como sempre, lindíssimo e ousado. Como trabalha estas composições?
Silvia: No caso dos bambus , fui este começo de ano para a Ásia e achei na Tailândia um grupo de mulheres que faziam este trabalho maravilhoso de tirinhas bem finas de bambu tecendo argolas que poderim ser brincos, dai surgiu a ideia de fazer uma estrutura de ouro nas argolas e colocar pedras preciosas o que resultou num brinco fantástico pela sua delicadeza e leveza .

Lica: Quais joias não pode faltar no look de uma mulher para a noite e para o dia?
Silvia: A minha joia pode ser usada tanto de dia como de noite , esta versatilidade vem de um conceito que joia é um adorno para ser usado a toda hora. Por isso coloco sempre nas peças um banho de rodium negro onde estão os brilhantes e as pedras para dar um look mais antigo, vintage e esportivo.

Lica: Como caracteriza seu estilo como designer e o estilo das mulheres que usam suas joias?
Silvia: Caracterizo meu estilo de joias como uma reinterpretação contemporânea de estilos que marcaram uma época ,assim como sao joias que possuem um tom étnico , exótico e diferenciado. A minha cliente é aquela que busca algo exclusivo e diferenciado .

Lica: O que não poderia faltar no porta joias de uma mulher?
Silvia: O que nao poderia faltar no porta joias de uma mulher, seria uma pulseria de olho grego e um anel de tartaruga.

Lica: Com a abertura da sua loja no shopping Cidade Jardim, como vê o mercado joalheiro hoje no Brasil?
Silvia: O mercado de joias no Brasil está em franca expansão , cada vez mais a joia está seguindo a moda e as pessoas estão adquirindo uma quantidade maior de peças para serem usadas no dia a dia.

Silvia, muito obrigada pelo bate papo!
Adoramos!
………………………………….

Além da entrevista, a Silvia nos mandou algumas fotos de suas joias que estão nos “pictures” acima. São Lindaaas! Vejam todas!!

O trabalho da designer você pode conhecer pessoalmente em sua loja no Shopping Cidade Jardim em São Paulo ou no site oficial: silviafurmanovich.com.br
Anúncios

Lica Vincenzi bate papo com JOANA MADIA

 

Slide1

Hoje começa uma novidade aqui no blog pra vocês!
 
Periodicamente, farei entrevistas com joalheiros e designers de joias, com muitas dicas, tendências e novidades.
 
E para este primeiro bate papo, convido a designer de joias Joana Madia.
         
Joana é apaixonada pelo que faz e tem um trabalho incrível. Com talento nato, a designer paulistana nos conta um pouco sobre sua vida na joalheria.

 
Como caracteriza seu estilo como designer e o estilo das pessoas que buscam suas joias?
 
Como você mesma disse, sou uma designer apaixonada pelo que faço. Adoro conhecer minhas clientes, sua essência, sonhos e desejos, e traduzi-los em uma jóia, como expressão da alma. As pessoas que buscam meu trabalho compreendem e valorizam este processo. Acaba sendo uma experiência extremamente gratificante para elas participarem da criação de sua própria jóia, ou de peças com um significado único.

O que não poderia faltar no porta joias de uma mulher? 
 
Em primeiro lugar, joias que combinem com seu estilo e traduzam sua personalidade. Agora falando de peças, nossa, são tantas: um brinco de diamante, chique para ser usado em ocasiões especiais; um brinco de pérola clássico que levanta qualquer look; uma argola despojada para o dia a dia; um anel maravilhoso de ouro, sem pedras coloridas, no máximo diamante para enriquecer uma boa produçãoe minhas pulseiras O Solitário, lindas de morrer!
 
O que é referência de joalheria no mundo pra vc?
 
Acredito que os clássicos. Obviamente pelas suas jóias, mas principalmente, por respeitar a história que construíram no universo da joalheria: Louis Comfort Tiffany, Cocco Chanel e Sotirio Bulgari. Também não poderia deixar de incluir na lista a maravilhosa Victoire de Castellane pela criatividade e personalidade impressa em suas criações.

Qual seu designer de joias preferido(a) ou inspirador (a)?
 
Apesar de admirar o trabalho de muitos designers, para o desenvolvimento do meu trabalho, costumo buscar inspiração em outro tipo de arte como estampas de tecidos e tecidos diferenciados, amo vidros de perfume, arquitetura, objetos de decoração, e os desenhos únicos e maravilhosos das criações que nascem, sem a interferência do homem, na Natureza.

Como vc vê o mercado joalheiro hoje no Brasil e no Mundo?

 
Veja um mercado em expansão, e com oportunidades infinitas. Os consumidores estão cada vez mais abertos aos diferentes estilos de expressão de arte, valorizando além das marcas mais tradicionais e estabelecidas, os novos designers, e novos materiais. Acredito ainda que neste aspecto, nosso mercado tenha que evoluir para uma maior profissionalização, e implementação de técnicas mais sustentáveis de exploração dos recursos naturais.

Qual dica vc deixa para mulheres apaixonadas por joias, usarem suas peças sem erro nas próximas estações?
 
Em primeiro lugar respeite seu estilo pois este já é um grande passo para as jóias brilharem ainda mais em você. Depois use a jóia como um grande aliado para valorizar ainda mais você e suas produções. Tenha consciência quando ela deve fazer parte do conjunto, ou quando ela vai fazer a diferença no seu look, e daí use e abuse.
 
O trabalho da designer você pode conhecer no site oficial: www.joanamadia.com.br
 
Muitas dicas boas não é?
Obrigada Joana pelo bate-papo! 🙂
Beijos
Lica